Bom dia! Ji-Paraná (RO), Sábado, 19 / 04 / 2014


Consumidores reclamam do atraso na entrega de talões de energia
Data da notícia:13/04/2012

>O problema já foi repassado para a Eletrobras, mas ainda não foi solucionado
(Josias Brito) Nos últimos dias, várias pessoas entraram em contato com a redação do Jornal Correio Popular, para expor o atraso constante na entrega dos talões de energia. Segundo essas pessoas, a fatura correspondente ao consumo de energia de suas residências e empresas têm provocado prejuízos, pois, como recebem os talões com até uma semana após o vencimento acabam pagando no talão seguinte multas e juros de mora. O escritório da Eletrobras Distribuidora Rondônia, escritório regional em Ji-Paraná não quis se pronunciar sobre o assunto.
Não é de hoje que os consumidores da Eletrobras (antiga Ceron) reclamam da má prestação de serviço da empresa. A maioria por conta da falta de luz e na demora no restabelecimento, a demora no atendimento por telefone, reclamações por aumento de conta e também o mais recente a não entrega do talão de luz aos usuários.
Um morador do Bairro São Francisco, José Carlos dos Santos procurou a reportagem do CP dizendo que o talão da conta de energia da residência dele, que normalmente é entregue até o dia 19 de cada mês, desde o mês de fevereiro não havia sido entregue, resolvendo então procurar a Eletrobras para saber o porquê da demora na entrega, José recebeu no escritório da Eletrobras no Shopping Cidadão, localizado no Bairro Vila Jotão, Segundo Distrito do município, o seu talão e quando abriu para conferir, o mesmo percebeu que este já estava vencido, e devia ter sido pago no ultimo dia 14 de março.
A reportagem do CP procurou o escritório da Eletrobras em Ji-Paraná durante 30 dias e tentou falar com o novo gerente do Departamento Regional Centro, Evaldo Ferreira da Silva, sendo que todas as tentativas foram em vão. A equipe ainda tentou falar com a gerencia comercial da empresa no município mas, também não houve retorno. Após dias de busca, ligando em Brasília, especialmente no Ministério de Minas e Energia, fomos orientados a procurar informações no escritório regional de Porto Velho.
Depois de uma breve ligação, conseguimos falar com Rita Moreira Costa da Silva, assessora de comunicação e Relações Institucionais, que profissionalmente procurou ficar a par dos problemas que vem ocorrendo na região e nos informou que a Eletrobras Distribuição Rondônia, em busca da melhoria dos serviços de emissão das contas de energia, está promovendo ajustes que vieram causar atrasos nas entregas das faturas.

COMO PAGAR A CONTA - Conforme Rita Moreira, a Eletrobras através de processo licitatório assinou contrato com a empresa Control Construções LTDA, para a prestação de serviços simultâneos de leitura, faturamento, impressão e entrega de fatura de energia elétrica nas unidades consumidoras urbanas e rurais em todo o estado. A assessoria informou que os trabalhos tiveram início em 23 de fevereiro deste ano. “Evidenciávamos que a fase de adaptação e ajustes da empresa contratada para a execução dos serviços seria necessário e, considerando que os novos contratados poderiam ter algum tipo de dificuldade na identificação dos endereços, o que ocorreu nos primeiros dias do início dos serviços e ainda ocorre, a Eletrobras Distribuição Rondônia preocupou-se em divulgar informações no site e nos meios de comunicação do estado, para que os consumidores que não haviam recebido suas faturas possam retirá-las na loja de serviços mais próxima de sua residência ou imprimissem via internet no endereço: http://ajuriweb.ceron.com.br/ajuriweb/, sendo que o pagamento pode ser efetuado em qualquer agência bancária, agente arrecadador credenciado ou casas lotéricas”, enfatizou a assessora.
Rita Moreira ressaltou ainda que a empresa informa que os consumidores com uma ou mais contas em situação de não recebimento esteja em atraso e aguardando as contas em suas residências, que procurem as lojas de serviços para regularizarem suas situações junto a Eletrobras Distribuição Rondônia, uma vez que dificulta a negociação caso acumulem faturas.
Para o comerciante Rone Almeida Franco, não houve qualquer tipo de divulgação sobre a mudança da contração da empresa para entrega dos talões de energia nos meios de comunicações, ao contrário do que citou a Eletrobras. “Tenho assinatura de jornais, ouço rádios e assisto programas de televisão locais diariamente e nestes últimos meses, não ouvi, li e nem assisti qualquer anuncio sobre mudança da empresa que fará as entregas dos talões e nem sobre o atraso. Muitas pessoas não tem acesso a internet e, por isso, também não vimos nada no site da empresa, a qual nunca acessei. Sabemos de nossas responsabilidades em pagarmos as contas, mas não somos obrigados a se responsabilizamos por erros da empresa, já que contratou uma empresa nova para realização de tal serviço, a Eletrobras é que tem que assumir a responsabilidade de entregar nossos talões nas nossas casas pois, querendo ou não, pagamos por este serviço também”, desabafou o comerciante.



Procon orienta consumidores sobre atraso da conta
(Josias Brito) O PROCON (Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor), escritório regional em Ji-Paraná, orienta aos consumidores do município que fiquem atentos sobre as contas de energias que estão atrasadas. Devido ao atraso na entrega das contas de energia, o consumidor deverá procurar o escritório da Eletrobras Rondônia, ou uma representação da empresa e solicitar o talão para o pagamento.
Conforme a gerente do escritório regional do Procon em Ji-Paraná, Rayanne M. P. Fernandes, a empresa já informou o órgão sobre os atrasos que vêm ocorrendo na entrega dos talões de energia, não só na região central, mas em todo o Estado de Rondônia. A gerente do Procon disse que a Eletrobras garantiu que irá fazer uma leitura pela média para que o consumidor não seja lesado com a dificuldade enfrentada pela empresa, na entrega das contas. “Orientamos aos consumidores que aguardem o posicionamento da Eletrobras, para depois procura os seus direitos junto ao órgão de Defesa do Consumidor. Se a população se sentir lesada, por qualquer motivo, pode formular denuncia no Procon, que irá apurar e orientar sobre as medidas cabíveis”, ressaltou Rayanne.
A assessora de Comunicação e Relações Institucionais da Eletrobras Rondônia, Rita Moreira Costa da Silva, disse que quando a leitura não ocorre no local, ela é feita pela média do consumo dos últimos 12 meses. “Esta média, é claro, será diferente do valor real, e poderá ser a maior ou a menor do que normalmente se pagaria o que não haverá problema de prejuízo para ambas as partes, porque quando se normalizar os serviços de leitura, a correção ocorrerá automaticamente e o valor será ajustado para a cobrança real do consumo lido no medidor do consumidor”, informou.
De acordo com a assessora, nos casos em que após uma fiscalização, há troca de medidor, ou mesmo, as contas mensais, que foram realizadas por médias, o valor cobrado está acima do real consumo do cliente, ele pode optar em pagar somente o valor correto de seu consumo, e dividir a diferença, cobrada a maior, até o dobro dos meses em que o valor foi cobrado por média. Um exemplo, destacou Rita Moreira, é a leitura normal foi feita em 21/02/2012. “Neste momento foi cobrado o consumo medido de 1.262, pois os meses anteriores foram através de média. Notamos que em 21/03/2012, também foi feita a leitura real, o que nos leva a entender que o consumo correto desta residência é em torno de 552. Como as leituras do cliente foi feitas três meses por média, esta diferença o cliente pode optar em parcelar em até o dobro do tempo, ou seja, em até seis meses sem juros”, frisou.


Esta noticia foi vista 1576 vez(es)




NOTÍCIAS ANTERIORES
Digite a palavra desejada:






O Jornal Correio Popular é uma publicação pertencente à
EMPRESA JORNALÍSTICA C.P. DE RONDÔNIA LTDA Fonefax: 0** 69 3421-6853
E-mail´s da Redação: redacao@correiopopular.net - correiopopular@superig.com.br - cpopular@uol.com.br